O impacto do Coronavírus na economia e no Comércio Exterior

Conselho Nacional de Praticagem
Conselho Nacional de Praticagem tem novo presidente
fevereiro 5, 2020
Porto de Santos
Porto de Santos terá maior capacidade operacional
fevereiro 17, 2020
Filtrar por: Filtrar por: Blog e Portfólio Tags Tags Blog Autores Autores Blog Exibir tudo

O impacto do Coronavírus na economia e no Comércio Exterior

Coronavírus

O vírus Coronavírus está afetando não só a área da saúde como também a economia mundial.

Até o feriado Chinês acabou sendo estendido, como forma de prevenção à propagação do vírus.

O que é o Coronavírus

O Coronavírus é um vírus que ataca o sistema respiratório, tanto em pessoas como em animais.

Classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como emergência internacional, esse vírus é normalmente transmitido pelo ar, através de espirro ou tosse, contato pessoal próximo ou objetos e superfícies contaminadas.

Seus sintomas são muito semelhantes com uma gripe.

São mais de 900 mortos na China, obrigando até o presidente Xi Jinping a aparecer de máscara em público.

Extensão do feriado Chinês

O governo chinês estendeu o feriado do Ano Novo Chinês, na qual milhões de pessoas retornaram somente no último dia 10 ao trabalho.

Economia mundial afetada pelo Coronavírus

Quando a Bolsa de Valores de Xangai reabriu, após duas semanas de recesso, houve queda de 7%.

Esse patamar é mais baixo em quatro anos.

A bolsa de valores do Brasil também apresentou a maior queda dos últimos meses.

Já o dólar acabou subindo desde o início da epidemia.

O mais agravante é que o vírus teve sua origem em Wuhan, sétima maior cidade da China.

Com empresas fornecedoras de outras empresas na China e de outros países, as mesmas estão com suas atividades paralisadas.

Lembramos também que a China é o principal destino das nossas exportações, sendo nosso principal parceiro comercial.

Medidas de controle em navios e aviões

O governo brasileiro vem adotando algumas medidas de controle em navios e aviões.

Em casos suspeitos em navio, este não recebe autorização para operar e as pessoas ficam impedidas de desembarcar.

Caso o passageiro ou tripulante continue sendo suspeito de ter o vírus, após avaliação da Anvisa e vigilância epidemiológica, o mesmo será removido para um hospital de referência.

Caso a suspeita seja confirmada, a tripulação e passageiros recebem avaliação da Anvisa e vigilância epidemiológica.

Nas aeronaves, o procedimento é semelhante.

Já houve suspeita por parte de estivadores, de que o navio KM Singapore, atracado no Porto de Santos, estivesse contaminado.

Mas, após avaliação, a Anvisa emitiu um comunicado descartando a suspeita.

Embora tenha emitido sinal de emergência, a Anvisa informa que adotará os mesmo protocolos adotados em situações anteriores, como do vírus Ebola e da gripe H1N1.

Para portos que estão operando o comandante da embarcação deverá informar os últimos 10 portos por onde o navio passou, com datas de entrada e saída.

Além disso, precisa entregar um relatório com as condições de saúde dos tripulantes, 72 horas antes da atracação do navio.

Procedimento similar ocorre com as aeronaves, de acordo com o detalhado no site da Anvisa.

Produtos vindo da China

Quem trabalha com importação ou compra produtos da China não deve ser preocupar em relação a transmissão do Coronavírus nas embalagens ou contêineres.

Afinal, o vírus costuma durar em torno de 24 horas quando está fora de um corpo.

Mas, se a importação refere-se a alimentos, todo cuidado é pouco. Há chances de transmissão em encomendas que incluam comida, que possua micro-organismos vivos ou seja derivada de animais.

Leia também: Operações de granéis.